Chegando com o presente: Amigo secreto do Blogs que Interagem

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

O Blogs que Interagem organizou um amigo secreto do grupo, o que me deixou muito animada, não sou muito ligada ao Natal mas adoro troca de presentes, com ou sem motivo, em qualquer época do ano, então é a tradição que mais gosto dessa época do ano. No caso do grupo, o presente será listar as cinco postagens favoritas do amiguinhx sorteado, que será revelado aqui e agora.
Meu amigo-blog secreto é...
http://fazdeconta-daliv.blogspot.com.br/
Foi um prazer conhecê-la Lívia e peço licença para vasculhar seu blog. Um Feliz Natal, assim como boas novas para o teu próximo ano, cheio de boas experiências, e muita criatividade e animação para com o blog.
E minhas favoritas postagens do O faz de conta da Liv são:
http://fazdeconta-daliv.blogspot.com.br/2015/06/mini-hamburger-japones.html
Qual a sensação ao degustar sua comida favorita? Ou quando você experimenta um sabor totalmente novo? São boas histórias para contar, experiências como viajar para um lugar novo ou reencontrar alguém, você sempre vai ter muito mais a contar do que a pessoa "do outro lado" pode imaginar. Essa postagem da Lívia é sobre a primeira experiência com mini hambúrguer japonês, que eu não conhecia, mais vestígios da criatividade dos japoneses, é divertido como tudo está dentre de uns saquinhos, me lembra a brincadeiras de infâncias, fofo.
http://fazdeconta-daliv.blogspot.com.br/2015/08/o-que-levo-na-minha-necessaire.html
Relatos sobre bolsas, nesse caso, nécessaire me chamam atenção por dois motivos, primeiro porque gosto de organização, da segurança de saber que ao meu lado há formas prevenir diversos imprevistos, e segundo porque é possível encontrar ótimas dicas de produtos, já que o que está na nossa bolsa/nécessaire será nosso "parceiro de guerra".
http://fazdeconta-daliv.blogspot.com.br/2015/10/projeto-fotografico-5-on-5.html
Adoro chegar em um lugar e encontrar ligações entre diversos pontos do mundo, o que faz do projeto fotográfico Around the World lindo, e a ideia de Ovelha Negra, que vai produzir o contrário do tema, é muito divertida, principalmente em um post que o tema é Simetria. Ah, aquelas fotos! Adoro coisas visualmente assimétricas, me lembram caos, que, para mim, é de onde saem as misturas mais criativas.
http://fazdeconta-daliv.blogspot.com.br/2015/10/eu-assisti-perdido-em-marte.html
Livros, séries, jogos, filmes, registros de histórias que já aconteceram, que ainda irão acontecer ou que nem irão acontecer, esse compartilhamento é muito divertido. Se você ainda não conhece Perdido em Marte poderá ler sinopse e conferir o trailer, ou, se assim como eu, vem adiando o momento e ainda não assistiu tem incentivo para buscar. E menção Interestelar <3.
http://fazdeconta-daliv.blogspot.com.br/2015/12/projeto-fotografico-5-on-5-natal.html
A história do sapatinho na janela e papai Noel me ganhou totalmente, adoro ouvir histórias, tradições, principalmente, essas com pequenos detalhes que mostram que somos únicos, que cada passo constrói uma parte de nós. E sim! O bolo estava lindo, Lívia! O que mais gosto em cozinhar é brincar com o visual da comida, por isso adoro preparar doces, encher de cores e brilhos, e os temáticos são os melhores.
E até a brincadeira do próximo Natal.

Escolhas a partir de David Tennant

sábado, 12 de dezembro de 2015

Ainda não assisti todo o material de Doctor Who, nem cheguei a terminar a série atual, mas a regeneração do décimo me marcou, suas últimas palavras transmitiram algo que me fazem crer que nenhum outro Doutor me fará sentir da mesma forma, se tornou meu favorito. Eu estava ansiosa pelo lançamento de Jessica Jones, mas sobre todo produto, sobre ambientação, sobre a aventura da temporadas e sobre os personagens. Todos. Gostando do fato de ver aquele que deu vida ao meu Doutor favorito em algo novo, mas esse não era o foco. Ao finalizar essa série profunda, admirar Jessica, enxergar nela uma pessoa real, superando, errando, passando por contratempos e ter uma das melhores surpresas em forma de personagem, Trish Walker, há muito para pensar, incluindo Kilgrave, que assistindo a série gera uma montanha-russa de emoções, nojo, medo, compaixão. Não admiro aquele personagem como pessoa, mas admiro aquele ator, seu trabalho, a intensidade que transmitiu, e por isso quis conhecer mais do que o Tennant já fez, escolhi alguns filmes, só filmes por enquanto, apesar de ter várias minisséries e séries interessantes, mas preciso diminuir o números das que já comecei antes de me comprometer com outras.
Comecei com A Nova Isca (The Decoy Bride, 2011), premissa simples, disponível no Netflix e me acompanharia no final de tarde de um dos primeiros dias de férias, neste uma celebridade tenta se casar e uma garota local é contratada para enganar a imprensa. Eu adoro ver as diferenças entre comédias românticas de acordo com país, talvez já tenha visto uma britânica antes, mas desta vez tocou aquele pensamento "Ó, então é assim que funciona para vocês britânicos?!", adorei, se é que isso é algo geral do gênero, não é doce demais, ou sério demais, nem romântico demais. Não acompanhamos apenas aqueles que fariam parte do romance, há boas e significativas cenas com outros personagens, e fico muito feliz quando um filme de comédia consegue me arrancar uma risada, e não apenas um pensamento de "Ah, isso é engraçado", isso acontece com vocês também? Adoro esse humor que aparece do nada e some com a mesma rapidez, como na vida real, principalmente vindo do mau humor, brincando com "desgraças" do cotidiano. Tennant trás de forma completa um cara comum, como qualquer um pode demonstrar um pouco de fofura, gentileza, mas tem seus momentos e pode muito bem ter reclamações da vida.
Conhece algum filme que você sabe que não é perfeito, mas poderia rever diversas vezes? Pois é, A Hora do Espanto (Fright Night, 2011). Neste filme, Charley não dá atenção ao amigo Ed quando este lhe avisou sobre seu vizinho ser um vampiro até novo fatos o fazem iniciar a investigar. É um filme divertido, conseguiu me ganhar com as cenas de suspense, as cenas sangrentas me arrancaram algumas exclamações sobre quanto estava legal e risadas, não por piadas recitadas mas durante as cenas, terrir, talvez o que mais tenha sentido falta foi mais cenas de ação, principalmente no desfecho. Tem um clima que me lembra filmes como Edward, Mãos de Tesoura, aquele tipo de terror bem levinho que marca infância. Dos poucos filmes de vampiros que vi esse é um dos que mais gostei, em questão do próprio vampiro, que exala perigo e demonstra diversão com suas presas, além das cenas finais do seu covil. Aqui, o personagem de Tennant é alguém de índole questionável, agradeço por seu personagem não ter se tornado o cara com a obrigação de fazer as piadas, só esperava vê-lo em mais cenas de ação, gostei muito de como me fez esquecer rapidamente como ele tem cara de bonzinho, me fazendo desejar vê-lo em um papel de vilão mais customizado visualmente.
Foi uma grata surpresa me deparar com Einstein e Eddington (Einstein and Eddington, 2008), mostra a relação entre estes dois cientistas e como Eddington teve influência sobre Einstein, um pouco das consequências da Primeira Guerra Mundial e ainda a relação desta com a ciência, um tópico que acho interessante, Guerra e Ciência. Universidades e bibliotecas, belas imagens de reuniões, foi impossível não desejar está em alguma daquelas cenas, principalmente com Eddington na apresentação do resultado da pesquisa. Adorei ver Tennant interpretando um cientista e seus olhos me emocionarem tanto quanto suas palavras.
E finalizo com o meu favorito dessa lista, O Que Nós Fizemos do Nosso Feriado (What We Did on Our Holiday, 2014), eu esperava ou comédia romântica ou uma comédia baseada em peripécia de viagem em família, principalmente porque só cliquei no play na Netflix, sem ler sinopse ou prestar atenção em algum poster, o filme começa com um casal, que está se divorciando, escondendo o fim do relacionamento durante o aniversário do avô de seus filhos. Este filme consegue misturar gêneros, tem várias momentos divertidos, os dois filhos menores são cheios de perguntas e atos que rendem momentos chocantes-adoráveis, o humor está em atos simples, por trás de cada piada há uma reflexão espreitando, trata diversos assuntos com muita sensibilidade, principalmente o fato de permitirem crianças serem crianças. Tennant demonstra diversas faces do seu personagem acompanhando as mudanças de clima só somando a esse filme surpreendente.
Ainda tem muito para ver então logo, logo escolherei mais obras com David Tennant para conferir. Então, se interessaram por algum desses filmes? Ou já assistiram algum? E qual o trabalho de Tennant favorito de vocês?
 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS. ICONS BY AddMedia